Bati o carro, e agora? Veja o que fazer aqui!

4 minutos para ler

Bati o carro, o que fazer? Isso é o que muitos se perguntam ao passar por esse problema. Afinal, mesmo sendo uma situação que pode ocorrer a qualquer momento e com qualquer pessoa, nem todos estão preparados para lidar com as ocorrências que envolvem as batidas com seus veículos.

Para ajudar nesse processo e fazer com que ele se torne o mais tranquilo possível, elaboramos este conteúdo para esclarecer as principais dúvidas e mostrar como proceder nesses casos. Acompanhe!

Tire o carro da via

Caso o carro continue funcionando após a batida e não exista nenhuma vítima, é preciso retirá-lo da via, tendo em vista que, de acordo com o artigo 178 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), bloquear a via e atrapalhar a fluidez do trânsito pode caracterizar uma contravenção passível de multa.

Sinalize o local do acidente

Se os danos sofridos pelo veículo impedirem que ele seja retirado da via, será preciso contratar um guincho ou ligar para o 190, solicitando que uma viatura do policiamento de trânsito vá ate o local para auxiliar no controle do tráfego e formalizar a ocorrência.

Além disso, é preciso ligar o pisca-alerta e posicionar o triângulo a uma distância de no mínimo 30 metros de onde o veículo se encontra parado, com o intuito de possibilitar que os demais condutores identifiquem o acidente.

Preste socorro

Nos casos em que a batida deixar feridos, busque por socorro médico para atender as vítimas. Essa prática é obrigatória, considerando que, conforme o CTB (Código Brasileiro de Trânsito), a omissão de socorro é crime passível de aplicação de multa, suspensão do direito de dirigir ou, até mesmo, detenção prevista no CTB e no Código Penal.

Converse com os outros envolvidos

É possível chegar a um acordo a respeito da responsabilidade da batida. No entanto, é importante tirar fotos do local, da posição dos veículos, dos danos e fazer a coleta dos dados dos condutores.

Registre um boletim de ocorrência

Mesmo que as pessoas envolvidas cheguem a um consenso a respeito do acidente, o ideal é registrar o ocorrido, já que o Boletim de Ocorrência pode ser necessário para o acionamento do seguro ou a requisição do seguro DPVAT. Registrar sua versão do acontecimento também é importante para a preservação de um direito, caso o outro envolvido apresente uma história diferente do sinistro.

Acione a seguradora

Comunique o fato à seguradora para que ela possa orientar você sobre os próximos passos. Geralmente, é preciso preencher o Aviso de Sinistro, detalhando sobre a batida, com dia, hora, local, características do acidente e demais informações importantes. Também é preciso apresentar os dados do condutor do veículo.

Após todos os documentos serem entregues à seguradora, começa o processo para o pagamento da indenização, que pode ser parcial ou total, dependendo dos danos provocados no veículo. É importante estar atento a duas situações:

  • quando o seguro é acionado para o conserto do veículo do beneficiário, em que será necessário o pagamento da franquia estipulada na apólice;
  • quando o seguro é acionado para atendimento a terceiros, em que a franquia poderá ser cobrada ou não, dependendo do estabelecido na apólice.

Nos casos em que não houver um entendimento sobre a responsabilidade da batida, ou o responsável pelo sinistro não tiver cobertura contra terceiros, o indicado é fazer com que ele pague pelo conserto do carro. Caso isso não aconteça, é possível reparar os danos e buscar o auxílio de um advogado para ajuizar uma ação de indenização e ser ressarcido sobre o valor investido no conserto.

Agora que você entende melhor sobre o assunto, sempre que surgir a dúvida: “Bati o carro, o que fazer?”, é possível aplicar as dicas aqui apresentadas e tomar todas as providências possíveis para garantir que o problema seja solucionado da melhor forma, privilegiando todos os envolvidos.

Quer conhecer um pouco mais sobre o assunto? Então, aproveite sua visita no blog para ler “Bateram no carro e fugiram: saiba o que fazer”!

cote-seguro-auto-whatsapp

Posts relacionados

Deixe um comentário