O que é uma proposta de seguro e quais os cuidados necessários ao assinar?

4 minutos para ler

Você já ouviu falar no termo proposta de seguro? Uma proposta de seguro é um documento formulado pela seguradora, com todos os dados sobre você ou sobre a sua empresa e o seguro que deseja contratar. Quem procura segurar um bem precisa ficar atento para esses papéis, que deverão ser assinados e enviados novamente para a seguradora.

A proposta de seguro é um contrato, que deve ser conferido, analisado e avaliado com calma antes de ser assinado. É nela que constam suas coberturas, e todos os dados inseridos ali devem ser precisos para que não haja problemas na aprovação do seu seguro.

Agora que você já sabe o que é uma proposta de seguro, que tal entender o que precisa constar na sua? Confira nossas dicas!

Verifique o tipo de proposta de seguro

Nem todas as propostas de seguro são iguais. A SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), aceita três tipos distintos de propostas de seguro: adesão, contratação e inscrição. O seu corretor é a pessoa mais indicada para identificar qual é a proposta certa para a sua necessidade, mas vale conferir essa informação ao receber o documento.

Propostas de adesão são usadas para seguros pessoais, e nelas devem constar detalhes sobre os riscos para os quais você pretende adquirir cobertura. Propostas de contratação, por sua vez, são muito parecidas com as primeiras, mas podem ser preenchidas também por pessoas jurídicas. Por último, há as propostas de inscrição, utilizadas em contratações coletivas.

Caso receba a proposta errada, fale com seu corretor para que ele verifique o que aconteceu e não assine o documento.

cote-seguro-auto-whatsapp

Confira todos os dados pessoais do documento

Em uma proposta de seguro constará uma série de dados pessoais, como os documentos e informações sobre o bem segurado, o preço dele, a tabela de referência, o ajuste a ser utilizado em caso de indenização e a discriminação dos prêmios e coberturas. Discriminados ali também estarão os limites indenizatórios, a franquia escolhida e as respostas da sua avaliação de risco.

Todos esses dados são muito importantes para que a seguradora possa aceitar ou recusar uma proposta. Por isso, confira cada um deles mais de uma vez.

Algumas seguradoras solicitarão informações extras e poderão fazer perguntas mais criteriosas. Siga o mesmo procedimento e averigue a veracidade das respostas no questionário. Qualquer incongruência também é motivo para recusar a proposta e solicitar uma nova.

Observe as condições de cobertura da proposta

Toda proposta de seguro também possui um trecho no qual são listadas as condições de cobertura. Tratam-se das normas e dos pré-requisitos que devem ser seguidos pelo cliente para que a apólice possa ser paga.

São três as condições nas propostas de seguro: gerais, particulares e especiais. As condições gerais aplicam-se a todas as propostas feitas em uma modalidade de seguro; as particulares são válidas apenas para o segurado em questão; e as especiais são aquelas que são aplicadas de maneira diferente para alguns clientes.

É comum ver condições especiais, por exemplo, quando as atividades realizadas com um bem (móvel ou imóvel) são distintas das ordinárias.

É preciso aceitar todas as condições da proposta para assinar o documento; portanto, se tiver qualquer dúvida em relação a elas, entre em contato com o seu corretor.

Embora a proposta de seguro seja uma etapa importante da contratação desse serviço, ela não é garantia de aprovação da apólice. Por isso, fique bastante atento para o que aprendeu aqui na hora de avaliar a sua e só assine se tiver certeza de todos os dados que constam ali.

Após o recebimento da proposta, seguradoras têm um prazo de 15 dias para aprová-las ou recusá-las. Portanto, mantenha-se em contato com o seu corretor para verificar o andamento da sua e a necessidade de envio de quaisquer documentos adicionais.

Pronto para solicitar a sua proposta de seguro? Fale agora mesmo com um dos nossos especialistas!

Posts relacionados

Deixe um comentário