Veja quais são as multas mais comuns para motos!

3 minutos para ler

O Brasil tem uma frota enorme de motociclistas e eles são alvo de muitas autuações. Mas você sabe quais são as multas mais comuns para motos?

O Código de Trânsito Brasileiro, documento que regulamenta quais são os comportamentos adequados pelo condutor, é estudado por todos os motoristas. Todavia, conforme os anos passam, vários deles acabam se esquecendo de algumas regras e cometendo infrações. 

Confira as multas mais comuns do Brasil e descubra se você está cometendo alguma delas!

Forçar passagem na contramão

Muitas vezes para poupar tempo o motociclista acaba se colocando em risco. O Código de Trânsito antecipa algumas situações e define multas para evitar que eles coloquem suas vidas em perigo. Esse é o caso do ato de forçar passagem, costurando entre os veículos em vias de mão dupla.

A multa é das mais caras. Ao cometer essa infração, o motorista deve pagar R$ 2.934,70 e tem o seu direito de dirigir suspenso.

Fazer manobras ilegais na pista

Você sabia que manobras radicais no trânsito podem custar caro, levando até a perda da carteira? Empinar uma moto é infração gravíssima, segundo o Código de Trânsito Brasileiro e acarreta uma multa de R$ 293,47 mais a suspensão automática da Carteira de Motorista.

De todas as multas que levam a perda da carteira de habilitação, essa é uma das poucas em que estar em grupo torna a situação ainda pior para o piloto. Se for constatado que houve demonstração de manobra perigosa por múltiplos motoristas em conjunto, a multa chega a R$ 2.934,70.

Omitir-se em um acidente

Acidentes são normais e acontecem com todo condutor, experiente ou não. Todavia, em muitos casos o motorista se desespera e acaba falhando em prestar socorro para a sua vítima. Essa é uma das multas mais comuns no Brasil.

Deixar de prestar socorro, fazer modificações no local do acidente com o intuito de fraudar a perícia ou não se identificar para o agente de trânsito é crime. Condutores flagrados nessa situação são penalizados com multa no valor de R$ 1.467,35 e suspensão automática da Carteira Nacional de Habilitação.

Pilotar sem capacete

Por último, não poderíamos nos esquecer dessa que é uma das infrações mais vistas nas ruas. Pilotar motocicleta (ou levar carona) sem capacete gera multa de R$ 293,47 e suspensão da carteira. Mas não é só o capacete o equipamento obrigatório que pode gerar problemas para o piloto.

Sandálias de tira, roupas não apropriadas e acessórios que possam colocar em risco a vida do condutor também são vedados por Lei.

Levou alguma multa dessas e não sabe o que fazer? Fique tranquilo. A legislação de trânsito permite recurso para os motoristas que se sentirem injustiçados. Mas é preciso ficar atento com o procedimento e buscar ajuda se tiver dúvidas sobre como recorrer.

Com a notificação da autuação em mãos, o condutor é informado do prazo para defesa. Ele tem então a chance de estudar o Código de Trânsito Brasileiro e encontrar falhas na aplicação da penalidade que invalidem a sanção.

E aí, gostou de conhecer as multas mais comuns para motos? Então não fique sem receber nossos recentes conteúdos. Assine a nossa newsletter agora mesmo!

Posts relacionados

Deixe um comentário