Consórcio x financiamento para compra de imóvel: diferenças e vantagens

4 minutos para ler

É melhor investir em consórcio ou financiamento na hora de comprar um imóvel? Essas alternativas são bastante diferentes, mas no Brasil são algumas das modalidades de crédito mais utilizadas por quem quer adquirir um bem a longo prazo. 

Em 2018, o número de consórcios realizados no Brasil aumentou em 23,8%, o que significa que essa modalidade de crédito ganhou bastante popularidade, refletindo a retomada da economia. Já os financiamentos caíram, embora os bancos tenham diminuído consideravelmente as taxas praticadas.

Neste artigo, mostramos como o consórcio e o financiamento funcionam, para quem são vantajosos e o que é preciso saber antes de adquiri-los. Confira!

Qual a diferença entre consórcio e financiamento?

Se comprar um imóvel é um dos seus planos para o futuro, entender a diferença entre consórcio e financiamento vai ajudá-lo bastante na tomada de decisão. Eles funcionam sob regras distintas e cada um é mais adequado para um determinado perfil de consumidor. Quanto você têm para gastar agora com a compra de uma casa ou apartamento, por exemplo, é apenas uma das questões que devem ser respondidas.

Financiamentos são empréstimos. Eles são contratados junto a bancos e sobre o valor emprestado incidem juros. A instituição adianta o valor para que a compra seja feita agora e recolhe encargos por longos períodos de tempo, que podem chegar a 30 anos. Somente após quitar todas as parcelas o imóvel é do comprador. Enquanto isso, ele está amortizado em nome do banco, sob uso do cliente.

Já os consórcios funcionam de maneira bastante diferente. São formados grupos por meio de instituições financeiras ou de empresas especializadas e cada participante contribui com um valor fixo e uma taxa de administração mensalmente. Sorteios são realizados ao longo do período em que o consórcio está ativo e quem é contemplado ganha uma carta de crédito para adquirir seu imóvel, prosseguindo com o pagamento das parcelas pelo período preestabelecido.

Nos consórcios, há ainda outra possibilidade: os lances. É possível juntar dinheiro e dar um lance para levar a sua carta de crédito antes do período contratado.

A grande diferença, portanto, está no tempo de aquisição do imóvel. Com o financiamento, a partir da aprovação, o comprador já pode negociar com o vendedor e se mudar instantaneamente. Consórcios, por outro lado, exigem que o indivíduo seja contemplado antes de adquirir a casa própria.

Quais as vantagens de cada um?

Como você pode ver, consórcios e financiamentos funcionam de maneira diferente e por isso entregam vantagens distintas para quem opta por cada um deles. Abaixo, podemos ver que tipo de perfil de consumidor melhor se adapta a cada uma dessas modalidades de compra do imóvel próprio.

Agilidade

Quem quer se mudar quanto antes vê mais vantagem no financiamento. A partir da aprovação, o dinheiro já é liberado para que o cliente compre a residência dos seus sonhos. O pagamento é feito ao longo de um prazo extenso.

Taxas reduzidas

O financiamento, porém, têm alto custo e boa parte dos pagamento é feito para amortizar os juros do empréstimo concedido pelo banco. Os consórcios só têm uma taxa de administração, o que faz deles uma opção muito mais barata.

Dinheiro em mãos

Consórcios são mais vantajosos para aqueles que não têm nenhum dinheiro acumulado para fazer uma oferta pelo apartamento. Nos financiamentos, pelo menos 20% do valor do imóvel deve ser pago à vista.

Ambos, consórcio ou financiamento, são boas opções para quem quer adquirir um bem, mas não tem todo o dinheiro necessário para fazer isso. É preciso, porém, antes de tomar a decisão, analisar direitinho as ofertas do mercado e verificar qual alternativa se encaixa melhor no bolso da sua família e no seu planejamento de vida.

Gostou de entender as diferenças entre consórcio e financiamento para imóveis? Então, siga agora mesmo a Caiuás no Facebook e continue acompanhando nossas postagens!

Posts relacionados

Deixe um comentário