3 causas de incêndio em carros e como se proteger dessa ocorrência

4 minutos para ler

Mesmo quem não é motorista já deve ter ouvido notícias sobre veículos que pegaram fogo. E você sabe quais são as causas de incêndio em carros? Em 2019, a rede de automóveis General Motors, ou GM, precisou fazer o recall do modelo Ônix Plus, e o motivo foi um defeito de fábrica que aumentava as chances desse tipo de acidente e explosões, deixando os usuários expostos a riscos.

Esse evento reacendeu a importância dos motoristas estarem atentos aos seus veículos e a praticarem ações de direção defensiva. Afinal, elas permitem a diminuição da exposição ao risco de incêndio e de outros tipos de perigos.

Não são somente causas de fábrica que culminam no incêndio do veículo — na verdade, elas são menos recorrentes. Quer saber quais são elas e como evitá-las? Continue a leitura!

1. Ausência de manutenção preventiva

Segundo especialistas, a falta de manutenção preventiva lidera o ranking entre as principais causas de incêndio em carros. A ausência de um cronograma de manutenção e a sua execução fiel deixa os veículos mais expostos ao risco de pegar fogo. Isso acontece porque todas as suas peças — internas ou não — sofrem desgaste ao longo do tempo.

Essa condição resseca o material e tira a sua camada de proteção por meio da ação da ferrugem. Por isso, manter as peças sempre novas é uma boa prática de direção defensiva que, inclusive, reflete também no seu bolso. Isso porque sai mais barato para o proprietário realizar a manutenção preventiva do que esperar o carro “pedir socorro” — quando isso acontece o custo tende a ser muito mais caro.

cote seguro auto pelo whatsapp

2. Peças colocadas incorretamente

Se você não tem o mínimo de conhecimento de mecânica, a nossa indicação é nunca mexer nas peças do seu automóvel. Quando elas são montadas de maneira equivocada, você aumenta o risco do veículo pegar fogo. Às vezes, surge um problema inesperado que você não havia programado no seu orçamento, e a primeira ideia que surge é tentar resolver sozinho. Contudo, nunca faça isso, o ideal é acionar um profissional de mecânica.

Hoje, há diversos meios de pagamento disponíveis no mercado e, com certeza, você encontra uma oficina mecânica de confiança que atenderá você. Um exemplo de causas de incêndio em carros relacionadas às peças é o curto-circuito — até para a instalação de um som, que parece simples, é necessária a intervenção de quem entende sobre o assunto.

3. Uso de gasolina adulterada

A última causa, porém não menos importante, é uma vilã oculta para muitos motoristas. A gasolina adulterada é uma prática ilegal feita por postos com o intuito de lucrar mais em cima dos clientes. Esse combustível expõe o seu veículo a diversas ocorrências de problemas, danificando a bomba e, até mesmo, o motor.

Para identificar se você abasteceu com gasolina adulterada, há alguns aspectos que você pode observar, como:

  • perda de performance do motor;
  • barulhos estranhos;
  • luz de alerta no motor;
  • aumento de consumo;
  • vazamentos das mangueiras.

Interessante este post, não é mesmo? Esperamos que este conteúdo tenha sido útil para você. Fique de olho nas causas de incêndio em carros que apresentamos para evitar que isso aconteça com você. Lembre-se sempre de realizar as manutenções e de ter um profissional especialista com quem você possa sempre contar.

Se você gostou deste post, não deixe de conferir o nosso artigo que mostra as principais causas de incêndios residenciais. Tenha uma boa leitura!

Posts relacionados

Deixe um comentário