5 acidentes mais comuns em casa e como evitá-los

4 minutos para ler

As causas de acidentes em casa geralmente parecem inofensivas, mas, na verdade, representam riscos significativos. Por isso, é sempre bom possuir protocolos de segurança. Dessa forma, você evita que descuidos motivem ocorrências graves. 

Pensando nesse assunto, preparamos uma lista com 5 acidentes domésticos comuns. Vamos mostrar, também, dicas de como você pode se prevenir e atitudes a tomar em imprevistos. Confira!

1. Quedas

Pode ser que um escorregão seja inofensivo, rendendo boas risadas e alguns arranhões, mas, para situações de quedas graves, é essencial que você:

  • mantenha a calma;

  • procure por dores ou sangramentos;

  • não tente “colocar ossos no lugar”. Se houver fratura: chame ajuda especializada;

  • use um pano limpo e aplique pressão no local afetado em caso de sangramento;

  • lave a área atingida e aplique gelo para diminuir o inchaço na ocorrência de machucados leves.

Se, no seu lar, há idosos ou crianças, previna quedas deixando objetos perigosos fora da passagem e não permita trânsito quando o chão estiver molhado ou ensaboado. Além disso, supervisione banhos, invista em piso antiderrapante e evite tapetes escorregadios.

2. Cortes

Facas, tesouras, agulhas e pregos são objetos comuns de se ter em casa. Dentre os casos mais graves envolvendo esses elementos cortantes, estão os sangramentos difíceis de estancar e a contaminação por ferrugem. Entenda quais cuidados tomar caso alguém se corte: 

  • para cessar o sangramento, faça pressão sobre a área afetada usando pano limpo ou gaze;
  • com o fluxo de sangue contido, lave a área com água e sabão ou soro fisiológico;

  • aplique um curativo esterilizado sobre o local.

Se houver objetos dentro da pele, como estilhaços de vidro, não faça a remoção em casa: procure ajuda médica. Para prevenir as ocorrências, manuseie os objetos cortantes com atenção e os mantenha longe das crianças.

3. Choque elétrico

Falta de proteção em tomadas, chuveiros inadequados e fios soltos podem causar choques. Proteja as correntes elétricas, faça manutenção dos equipamentos e evite manusear aparelhos domésticos com as mãos molhadas. Mas caso ocorra um choque elétrico, saiba que existem alguns procedimentos possíveis:

  • desligue o quadro de energia;

  • se for necessário afastar a pessoa da fonte elétrica, cubra as mãos com itens de borracha, plástico ou madeira para que a corrente não lhe afete também;

  • cuide para que a vítima não caia após tomar o choque. De preferência, deite-a;

  • procure ajuda médica.

O atendimento especializado deve ser acionado o mais rapidamente possível em caso de surgimento de queimaduras na pele, desmaios ou tremores constantes. Nessas situações, chame uma ambulância.

4. Queimadura

Eventos caseiros de queimadura geralmente estão ligados ao fogão ou a objetos como chapinha e ferro de passar roupas. É essencial mantê-los longe das crianças e, claro, utilizá-los com cautela. E se uma queimadura ocorrer, veja que procedimentos tomar:

  • não aplique produtos sobre a queimadura (óleo, café, manteiga);

  • coloque a área queimada debaixo de água corrente por 15 minutos;

  • se a queimadura for grande, faça um curativo com gaze, cuidando para que o material não cole na área afetada;

  • não fure as bolhas.

Caso a queimadura seja muito grande (maior que a palma da mão) ou não apresente nenhum efeito doloroso, procure ajuda médica.

5. Incêndio

Incêndios domésticos geralmente são causados por vazamento de gás. Então, mantenha locais com fogões e aquecedores sempre ventilados. Há também princípios de fogo causados por velas e bitucas de cigarro. Logo, evite o uso desses itens em local fechado. A seguir, veja o que fazer caso ocorra um incêndio:

  • evitar a inalação de fumaça usando um pano molhado sobre o nariz;

  • rolar-se no chão caso suas roupas peguem fogo;

  • não sair por portas que apresentem fumaça por baixo;

  • se não puder sair, bloquear a entrada da fumaça, cobrindo entradas e brechas com panos ou fitas.

Por ser um evento mais grave, é aconselhável que você se concentre essencialmente em sair do local. Esqueça seus bens: você e sua família são mais importantes. Ao detectar um incêndio, acione o corpo de bombeiros.

Embora existam procedimentos para lidar com essas situações, o velho ditado é certeiro: é melhor prevenir do que remediar. Sendo assim, aplique-se em evitar os acidentes em casa usando as dicas de hoje. E para ter acesso a mais conteúdos sobre segurança, curta também nossa página no Facebook!

 

Posts relacionados

Deixe um comentário