Entenda como funciona a cobertura do seguro de danos corporais

3 minutos para ler

Contratar um seguro para proteger um veículo envolve muito mais do que garantir apenas o ressarcimento de algum eventual prejuízo material. Pode ser que ocorra o infortúnio de alguém se ferir e as contas hospitalares costumam ser bem salgadas. Para aumentar a proteção contra esse tipo de risco, existe o seguro contra danos corporais a terceiros. É um adicional que pode trazer ainda mais tranquilidade.

Este artigo abordará tópicos exatamente sobre esse assunto. Ao ler o texto, você encontrará informações que explicam melhor o que é esse tipo de seguro e como ele funciona. No entanto, também é preciso entender como encontrar um bom parceiro para esse tipo de proteção. É por isso que na parte final você saberá como fazer essa avaliação e ainda receberá uma importante indicação.

Aproveite esse conhecimento e continue lendo agora mesmo!

O que são danos corporais a terceiros?

Em um eventual acidente de trânsito, podem acontecer diversos tipos de prejuízos. Ao contrário do que muitos pensam, não são somente as perdas materiais que importam. Na verdade, essa pode ser considerada uma preocupação secundária, pois o bem maior é a vida humana.

Nesse sentido, existe a possibilidade de fazer com que o seguro contratado se torne uma proteção ainda maior. Basta incluir no processo de contratação a cobertura a danos corporais a terceiros. Esse produto adicional ajuda a reparar eventuais lesões sofridas por terceiros na eventualidade de um acidente de trânsito.

Como funciona a cobertura desse tipo de seguro?

O seguro contra danos corporais a terceiros envolve uma contratação adicional ao seguro auto. Dessa forma, deve-se estabelecer um valor máximo em caso de acionamento. Como ele não é um valor cumulativo (que se aplica igualmente em caso de mais de um acidente), a recomendação é optar pelo maior valor possível.

Caso seja necessário utilizá-lo, basta acionar a seguradora para que as condições sejam avaliadas e o seguro seja liberado. Ponto importante é referente ao fato que essa cobertura somente se inicia quando os gastos de cobertura do DPVAT forem esgotados.

Como identificar uma boa corretora de seguros?

O ponto inicial a respeito de uma verificação sobre a corretora a contratar é se ela está credenciada à SUSEP, a Superintendência Nacional de Seguros Privados. Apenas instituições credenciadas ao órgão público podem comercializar produtos de proteção.

Além disso, também devem ser verificadas as abrangências das coberturas, pois isso fará total diferença no produto contratado. Também é importante avaliar pontos como atendimento e (principalmente) o suporte dado aos clientes. É nesse momento que a necessidade se mostrará mais urgente, pois o setor de suporte deverá se mostrar ágil e eficiente no momento de acionar o contrato de seguro.

O seguro de danos corporais é um adicional muito importante na contratação de um seguro auto. Nunca se sabe quais serão os estragos causados por um acidente e se (infelizmente) a integridade de um terceiro for comprometida, é bom estar calçado com um bom seguro. Atente-se para trabalhar com uma boa corretora, como a Caiuás Seguros. Trata-se de uma empresa com profissionais especializados e que conta com a melhor estrutura possível para fornecer a proteção adequada que seu patrimônio merece.

Gostou do conteúdo? Então entre em contato conosco e conheça as condições que oferecemos para a contratação de seguro contra danos corporais a terceiros!

Posts relacionados

Deixe um comentário