Como fugir das armadilhas ao fazer um financiamento de carros? Confira!

O financiamento de carros é uma solução bastante utilizada para fazer com que o preço do veículo caiba no bolso. Assim, o banco ou financeira cede o valor ao consumidor, que, por sua vez, o paga em parcelas com acréscimo de juros. Para o comprador, esse tipo de negócio é um grande compromisso financeiro, devendo ser assumido com atenção.

Isso porque os financiamentos podem esconder algumas armadilhas que impactam de forma significativa o orçamento. Quer saber quais são elas e como evitá-las? Então, continue com a leitura!

Poupe para a entrada

Quanto maior for o valor que você conseguir dar na entrada, menor será o montante a ser financiado. Como consequência, os juros serão menores. Além disso, aumenta as chances de negociar descontos e taxas. Portanto, se você pretende comprar um carro, vale a pena poupar o máximo que conseguir para garantir uma boa entrada no financiamento.

Para isso, o ideal é fazer um planejamento financeiro. Pesquise quanto o banco ou a financeira requerem como entrada mínima, analise o quanto você pode poupar e faça simulações de financiamento até chegar a um valor de parcela que seja condizente com o que você está disposto e consegue pagar.

Desconfie da “taxa zero”

Muitas revendas e concessionárias anunciam a venda de veículos com taxa zero. Contudo, isso não existe de fato, já que não há operação financeira sem juros. O que ocorre é que as taxas estão sempre embutidas no valor total do financiamento de carros, mesmo quando o valor das parcelas é fixo.

Outro ponto que deve ser observado é que, em geral, para participar de condições como essa, a concessionária exige o pagamento de 60% do valor do carro na entrada. Além disso, são poucas parcelas, 24 no máximo. Como o valor de entrada é alto, consequentemente as parcelas serão mais baixas. Esse fato, aliado à falsa promessa de taxa zero, faz com que o financiamento pareça imperdível.

Pesquise financeiras e concessionárias

O CET — Custo Efetivo Total — é a taxa que considera todas as despesas e encargos nas operações de crédito. O valor varia muito de uma concessionária ou financeira para outra, mesmo que o modelo do carro seja exatamente o mesmo.

Em alguns lugares, o CET pode ser o dobro do que em outros. Logo, essa é uma pesquisa imprescindível antes da compra de um carro. Afinal, essa taxa refletirá diretamente no montante financiado.

Faça uma reserva para os gastos extras

Muitos consumidores levam em consideração apenas os gastos com as parcelas mensais. No entanto, é necessário incluir no cálculo as previsões de despesas, como manutenção, IPVA, revisões, eventuais reparos, seguro e combustível.

Sendo assim, conforme sua rotina de uso do carro, faça um cálculo estimado do quanto gastará com combustível e manutenção. Também visite seguradoras para cotação do valor do seguro.

Essas são as principais armadilhas que aparecem em financiamento de carros. Seguindo nossas dicas, certamente você saberá como evitá-las. Com isso, evitará atraso nos pagamentos e não será surpreendido com despesas a mais que o previsto.

Para ter ainda mais tranquilidade com seu novo carro, é essencial contratar um seguro de automóvel. Para isso, conte conosco. Entre em contato agora mesmo para uma consulta sem compromisso. Nossa equipe terá satisfação em atendê-lo!

Sobre Caiuás Seguros

A Caiuás Corretora de Seguros conta com uma estrutura completa e equipe de profissionais especialistas em encontrar as melhores soluções para proteger você, seu patrimônio e seu bolso. Além da grande variedade de produtos, trabalha com as maiores e melhores seguradoras do mercado, garantindo flexibilidade e as melhores cotações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *