5 dicas de como usar o câmbio automático de forma eficiente

4 minutos para ler

O câmbio automático tem trazido uma praticidade imensa para o dia a dia dos motoristas e conquistando a preferência de muitos. Ele serve para fazer as trocas de marchas sem precisar do pedal de embreagem. É um sistema indicado para pessoas com deficiência (PCD) e para quem deseja ter comodidade.

Por funcionar de modo diferente do câmbio manual, o câmbio automático exige certos cuidados dos motoristas. Afinal, se eles não seguirem algumas regras, podem causar acidentes graves no trânsito.

Pensando nisso, preparamos algumas boas práticas de uso para o câmbio automático. Continue a leitura e aprenda com as cinco dicas a seguir!

1. Não use o N em descidas

Em um automóvel com câmbio automático, o N (neutro) funciona da mesma forma que nos veículos comuns. Porém, há uma exigência maior dos freios, pois eles seguram sozinhos todo o peso do automóvel.

Por isso, o mais indicado é não deixar no D (drive) e passar para uma marcha maior, para que a caixa de marchas auxilie no controle do veículo, o que conhecemos como freio motor. Sem dúvidas, essa atitude preservará a caixa, evitando um grande desgaste, afinal, na maioria das vezes, o N interrompe a lubrificação.

2. Use o freio de mão para estacionar em rampa

Quando você for estacionar um veículo com câmbio automático em uma rua muito inclinada, é preciso acionar, antes de tudo, o freio de mão. Em seguida, é preciso colocar em P (parking ou, em português, estacionamento). Quando for sair com o carro, inverta a ordem.

Você colocará em D (drive) e, em seguida, soltará o freio de estacionamento. Tal ação tem como objetivo evitar que o câmbio do seu carro trave na posição P por causa do peso do automóvel.

3. Não engate o R ou o P com o veículo em movimento

Jamais engate o P (parking) ou o R (marcha ré, em inglês, reversing) com o veículo em movimento. Não é o caso de estar em uma velocidade muito alta.

Essa dica é para quando você estiver em um engarrafamento e dirigindo devagar, por exemplo. Em um veículo com câmbio manual, seria possível puxar o freio de mão ou colocar a ré. No câmbio automático, isso poderia prejudicar seriamente o sistema, pois seria como um tranco.

4. Não use a perna esquerda

No carro com câmbio automático, procure usar o pé direito. Para uma pessoa que dirigiu veículos com câmbio manual por muito tempo, o ideal é dobrar a perna esquerda até encostar a batata da perna no banco durante todo o trajeto, pois isso evita aquele movimento de pisar na “embreagem”.

Esse é um problema que acontece frequentemente e pode causar acidentes. Instintivamente, as pessoas pisam no freio por confundi-lo com a embreagem. Como o pedal de embreagem não existe em carros com câmbio automático, a confusão gera uma freada brusca.

5. Cuide do óleo do câmbio automático

A manutenção dos carros com câmbio automático é diferente. Alguns exigem que o óleo do câmbio seja trocado. Essa informação se encontra no manual do proprietário. Mesmo para os automóveis que não precisam da troca, é imprescindível analisar o nível do fluido, já que podem ocorrer vazamentos.

Esperamos que essas dicas para cuidar bem do câmbio automático tenham sido úteis para você. Seguindo todos esses cuidados, você certamente poderá desfrutar de todo o conforto que esse sistema proporciona ao motorista sem ter prejuízos e sem causar acidentes no trânsito.

Gostou dessas dicas e o artigo foi útil para você? Aproveite para compartilhá-lo nas suas redes sociais, pois assim os seus amigos também terão a oportunidade de aprender!

Posts relacionados

Deixe um comentário