4 dicas de como escolher um carro econômico

3 minutos para ler

Quando se pensa na compra de um automóvel, há diversos fatores que devem ser considerados. Para que o sonho de consumo não termine se transformando em um pesadelo, o primeiro passo é planejar.

Os quesitos segurança e conforto são muito importantes, contudo, não é possível adquirir um bem desse porte sem considerar também o lado financeiro. Pensando nisso, preparamos aqui 4 dicas de como escolher um carro econômico. Veja a seguir!

1. Considere o seu perfil de uso

Qual é o seu principal objetivo na compra do carro? Você deseja usá-lo mais para passeios com a família ou para ir ao trabalho? Quantas pessoas ele vai abrigar com frequência? Você retende pegar estrada? O que é realmente essencial para você em um carro?

Antes de qualquer coisa, você precisa pensar nessas questões, a fim de optar por modelos que atendam à sua necessidade. Diversas características necessárias no automóvel podem ser encontradas quando essa análise acontece.

Pense sobre o seu perfil de uso e, então, liste os itens imprescindíveis para você. Na sequência, elimine da cabeça modelos que não lhe atendem. Assim, você afunila a busca pelo carro ideal e, consequentemente, tem mais facilidade em encontrá-lo.

2. Atente-se ao combustível

É impossível falar em carro econômico sem fazer menção do combustível. O gasto com a alimentação do veículo deve ser um fator crucial para que você feche a compra, já que esse custo é frequente e inevitável para o condutor. Então, antes de considerar um modelo, verifique a tabela de eficiência energética.

Você pode realizar a busca pelo modelo pretendido ou, ainda, orientar-se por meio da tabela do ano cujo modelo pertence. Gasolina, etanol e diesel estão nesse ranking, sendo apresentados dados tanto para quem roda na cidade quanto para quem faz estrada. Quanto menor for o número, mais econômico é o carro.

3. Calcule o custo do automóvel

renovar a CNHAqui, o básico: você pode comprar, mas e manter esse carro? Além dos custos com combustível, considere a segurança, os reparos, IPVA e afins. Você é capaz de lidar com todos esses compromissos sem mais problemas?

Inclusive, o seguro do carro é um auxiliador muito poderoso nesse quesito, pois pode livrar o condutor de sinistros e poupar muitos gastos, mantendo-o a salvo diante de acontecimentos imprevisíveis. Tenha isso em mente.

4. Conheça o carro de perto

A única forma de comprovar que o modelo que atende positivamente todos os requisitos anteriores é perfeito para você é testando-o. Então, faça test drives dos modelos que mais lhe agradarem.

Dirigindo, você vai saber exatamente como o veículo se comporta, sentindo se é ou não o que você deseja. Isso garante que você não se arrependa da compra do carro em relação à dirigibilidade.

Veja de perto também o que o carro pode lhe proporcionar. Repare nos materiais usados no interior, na capacidade do porta-malas e em detalhes do acabamento, por exemplo.

Por fim, se você já possui um veículo e está pensando em como trocá-lo sem deixar de economizar, considere um carro econômico para a substituição! A troca não deixa de ser uma aquisição de bem, portanto, você também precisa planejá-la.

Se gostou deste post e quer saber mais, confira como fazer um planejamento financeiro para trocar de carro e faça o melhor negócio!

Posts relacionados

Deixe um comentário