Seguro de carros: 8 Mitos e Verdades que você precisa saber

5 minutos para ler

Se te perguntarem algumas coisas sobre seguro de carros, você saberia dizer o que é mito e verdade? Provavelmente não, certo? Não é de hoje que as famosas “lendas urbanas” referente ao serviço rondam gerações. Isso acontece devido às falhas de comunicação, entendimento e opiniões não embasadas que acabam passando de pessoa para pessoa.

Entretanto, para esclarecer melhor o assunto, listamos oito mitos e verdades sobre seguro de carros. Confira:

1 – Seguro de carros novos é mais barato

Verdade!

Considerando assistências técnicas, batida, roubo e furto, o seguro para automóveis 0km ou seminovos com até cinco anos de fabricação é mais barato do que para carros usados com mais de 10 anos. Isso acontece porque é mais difícil encontrar as peças de reposição para manutenção de veículos antigos e muitas vezes, já deixaram de ser produzidas.

2 – Mulher paga mais barato em seguro de carros

Verdade!

Você sabia que dados de 2018 do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) mostram que 71% dos acidentes de trânsito no país são causados por homens?

Somente no primeiro trimestre de 2020, no Estado de São Paulo, 94% dos acidentes foram causados por pessoas do gênero masculino. De acordo com um levantamento feito pelo Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga).

Sendo assim, como as mulheres são mais cautelosas ao dirigir e o perfil do proprietário é analisado pela seguradora para calcular o valor do seguro, o custo para pessoas do gênero feminino é até 15% menor.

3 – Carro estacionado em garagem tem seguro mais barato

Verdade!

Ter um local fixo para estacionar o seu veículo pode fazer toda a diferença no valor final do serviço. Carros estacionados em locais abertos como as ruas por exemplo, estão mais expostos aos riscos de furto e/ou danos. Portanto, invista em uma garagem ou estacionamento particular.

4 – Em caso de inadimplência, o seguro de carros será cancelado

Verdade!

Independente da área, assim como qualquer outro serviço, em caso de inadimplência, a seguradora pode cancelar o seu seguro. Por exemplo, se você parcelou em quatro vezes, mas deixou de pagar uma ou mais parcelas, a empresa reduz o prazo de validade da apólice e estabelece um novo. Por isso, não deixe de regularizar o pagamento do seguro.

5 – A cor do veículo altera no preço do seguro

Mito!

Você já ouviu falar que a cor do veículo é levada em consideração na hora de fechar um seguro de carros, não é mesmo?

Acontece que essa informação só é solicitada durante a cotação para compor os dados obrigatórios. Ou seja, assim como o número do chassi por exemplo, a cor do veículo também deve ser informada a fim de melhorar o cadastro, mas em hipótese alguma ela interfere na precificação do serviço.

6 – Desastres naturais não têm cobertura

Mito!

Apesar de existirem diferentes tipos de serviços, ao contratar um seguro auto, a cobertura mais completa inclui danos causados tanto por acidentes de trânsito, como pela natureza como enchentes, quedas de árvores, ventania, terremoto, raios e entre outros. Dessa forma, danos ocorridos por desastres naturais são totalmente cobertos pelo seguro de carros.

7 – Bens pessoais deixados no interior do automóvel são cobertos pelo seguro

Mito!

Se o seu veículo for roubado ou furtado e seus itens pessoais deixados no interior, saiba que não são reembolsáveis. Nenhuma seguradora reembolsa itens pessoais deixados no interior do veículo. Portanto, neste caso, você só receberá a indenização do valor do carro.

Contudo, em algumas seguradoras, você pode contratar uma cobertura adicional desses itens ou fechar um seguro para equipamentos portáteis como celulares, notebooks e eletrônicos no geral.

8 – Não é possível contratar seguro auto com nome sujo

Mito!

Você sabia que existe uma legislação que desautoriza as seguradoras de negarem a contratação do seguro de carros para pessoas com nome sujo e/ou inscritas em órgãos de proteção de crédito, como o Serasa e SPC?

Essa ação é regulada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) e se a seguradora negar o serviço por causa da restrição de crédito, a mesma será multada pelo órgão.

Porém, apesar da legislação, nestes casos, as seguradoras podem aumentar o valor da apólice do seguro contratado, a fim de se protegerem do histórico de dívidas não pagas do consumidor com o nome sujo. Algumas também podem exigir que tais clientes paguem o seguro à vista.

Portanto, antes de contratar um seguro, regularize a situação e limpe seu nome no mercado, quite ou negocie suas dívidas.

Agora que você conhece os principais mitos e verdades sobre seguro de carros, vale ressaltar que as regras e/ou serviços oferecidos podem variar de acordo com a seguradora contratada. Contudo, de modo geral, os citados neste artigo se aplicam em todas.

Caso você tenha dúvidas com relação à contratação do seguro auto, saiba que a Caiuás Seguros está à sua disposição para esclarecer tudo o que precisar, bem como encontrar as melhores opções para o seu orçamento. Desde 2008 no mercado, trabalhamos com as maiores seguradoras do país, garantindo proteção para os seus sonhos! 

Entre em contato conosco pelo WhatsApp e solicite um orçamento sem compromisso.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais e não deixe de nos acompanhar no Facebook, Instagram e LinkedIn para ficar por dentro de todas as novidades sobre seguros.

Posts relacionados

Deixe um comentário