Dirigir com segurança: você pratica a direção defensiva?

3 minutos para ler
Dirigir é uma grande responsabilidade. Ao conduzir, o motorista é responsável por seu veículo e pela segurança daqueles que estão à sua volta. Na correria do dia a dia, muitos deixam de dirigir com segurança  por pressa ou desatenção. Isso pode resultar em acidentes, danos no seu carro ou no carro de terceiros. Além consequências mais graves. 
 
Por isso, é necessário que o motorista tome certos cuidados ao dirigir um veículo, prevenindo as principais causas de acidente. Nas grandes cidades, onde há maior trânsito, a atenção deve ser redobrada. Pensando nisso, separamos algumas medidas e hábitos simples da direção defensiva que devem ser tomadas para reduzir o risco de acidentes. Confira as 3 dicas! 

1. Preparar-se para a condução

É preciso certificar-se de que o veículo possui condições de trafegar sem problemas, garantindo que todos seus equipamentos de segurança estão funcionando bem. Cheque se o cinto de segurança fecha sem problemas, se o extintor de incêndio ainda está dentro do prazo de validade, se os pneus estão em boas condições e se os limpadores de pára-brisas estão funcionando. 
 
Além disso, não se esqueça de sempre conferir o vencimento da CNH. Para os condutores de moto, a dica é verificar se o capacete e a viseira estão em bom estado. Manutenções preventivas periódicas também são indispensáveis para ter certeza de que está tudo certo com  o motor.
 

 2. Respeitar as sinalizações 

O trânsito é repleto de sinalizações, placas, semáforos, faixas especiais etc. Elas são importantes para certificar que todos estejam cientes das condutas adequadas para determinado trecho. Contudo, a sinalização depende do respeito de todos — condutores, ciclistas e pedestres — para que a movimentação flua sem apresentar riscos. 
 
renovar a CNHAtente-se às faixas de pedestres, pois assim como você, os pedestres têm direito à movimentação pela cidade. Eles não devem atravessar fora da faixa e nem com o semáforo fechado para travessia, evitando surpreender os condutores de motos e veículos.
 
Para isso, os carros não devem parar na faixa de pedestres, além de jamais ultrapassar sinais fechados. 
 

3. Ser prudente no manuseio do veículo

É  imprescindível respeitar o limite de velocidade, para que haja harmonia de velocidades, tanto para não atrasar a circulação, quanto para não se chocar com veículos que trafegam na velocidade correta. Uma das principais causas de acidentes é a imprudência, ou seja, quando o motorista não evita posturas que aumentam os riscos de acidente.

Existem maneiras corretas de executar manobras do trânsito. Para evitar riscos, é preciso:

  • Manter uma distância segura (de no mínimo 3 segundos) do veículo da frente. Assim, no caso de surpresas, você conseguirá frear a tempo;  
  • Em declives, teste sutilmente os freios para ter certeza de que estão funcionando. Você também deve diminuir a marcha, não desengrenando o carro e mantendo o motor ligado, para não prejudicar a frenagem. 
Além dessas dicas simples, para dirigir com segurança o condutor jamais deve estar sob efeito de álcool ou drogas. Por fazer o motorista perder habilidades cognitivas imprescindíveis para dirigir com segurança, essa é a maior causa de acidentes de trânsito do Brasil. 
Se gostou dessas informações e quer sempre estar por dentro de dicas sobre como estar seguro no trânsito e dirigir com segurança, curta nossa página no Facebook!                        
Posts relacionados

Deixe um comentário