Descubra qual seguro é mais barato: carro novo ou usado?

4 minutos para ler

Garantir um seguro mais barato para seu veículo envolve alguns fatores. Entre eles, ser um modelo novo ou usado faz muita diferença.

Entenda neste post como esse valor é calculado e qual das opções pode deixar você e seu bolso mais satisfeitos.

O que levar em conta

O  seguro mais barato ou não é calculado mediante alguns fatores, que podem ser chamados também de taxas de precificação. São eles:

  • risco de roubo ou furto;
  • dificuldade em se encontrar peças;
  • chances de problemas mecânicos;
  • tipo de uso;
  • condições geográficas e de segurança;
  • perfil do condutor ou condutores;e
  • pacotes definidos para serem contratados.

Por lógica, o que complica mais para que a cobertura seja efetivada, no caso de acionamento do seguro, vai fazer o valor final aumentar. E isso conta também para o valor cobrado da franquia.

Por outro lado, se há situações facilitadoras como peças de reposição baratas e fáceis de serem encontradas, além disso, o segurado possui garagem e certa experiência como motorista, todos esses exemplos fazem o preço da apólice cair.

Portanto, é preciso estar ciente que há condições que influenciam tanto para cima, como para baixo em quanto se paga para estar mais protegido. Em tempo, é preciso saber que o valor do automóvel é um fator que contribui também nesse preço.

Seguro para carro novo

Nos casos de 0 Km, em geral ainda não há muitos veículos rodando do mesmo modelo, o que diminui as chances de roubo e furto.

Pressupõe-se também que o carro novo dificilmente vai precisar ir para a oficina, por isso o custo de manutenção é baixo. Além disso, não há o que se falar da conservação e a troca de peças não é prevista por alguns milhares de quilômetros. Ainda há o risco de adulteração de chassi que é nulo.

Veja que praticamente só há condições positivas, que tendem a manter o preço do seguro mais barato. O que pode ajudar a variar em quanto vai custar a apólice são o preço do automóvel e os fatores ligados ao motorista e às condições de uso.

Conclui-se que o seguro do carro novo tem uma tendência de ser mais barato e vantajoso.

É necessário também observar que essa questão precisa ser ponderada. O preço absoluto, ou seja, aquele que é pago no final das contas, pode elevar-se se o modelo adquirido é mais caro, trata-se de um esportivo ou é importado.

O que é um carro zero?

Atenção! Carro novo é aquele que está na concessionária, praticamente sem rodar na rua. Depois que ele sai dali, já é considerado seminovo e o seguro pode ter um novo valor. Veículo 0 km segurado só mesmo enquanto ainda está na loja!

Nessa modalidade, algumas seguradoras oferecem garantia especial, que pode variar entre três e seis meses. Se nesse período ocorrer um sinistro, a indenização pode ser é o mesmo preço do 0km, sem depreciação.

Proteção para carro usado

Quando o assunto é veículo já rodado, isso se estende para o seminovo, todas aquelas variantes já mencionadas são, digamos, um “peso” para compor o preço do seguro.

Por regra, com a desvalorização do automóvel, o seguro vai ficando mais caro. Os motivos são chance maior de problemas mecânicos, conservação que precisa ser vistoriada, disponibilidade de peças de reposição, possibilidade maior de roubo ou furto.

Uma exceção nessas contas envolve os veículos que têm manutenção mais barata, permanecem valorizados no mercado e por estarem no gosto dos motoristas, mantém bom volume de peças à disposição.

Depois dessas informações, fica mais claro estimar quanto pode ficar a cobertura e definir a melhor opção e o seguro mais barato para a sua realidade. Além disso, já sabe que há macetes para garantir o melhor negócio para a proteção do 0 km.

Para sempre garantir boas oportunidades, curta no Facebook a página da Cauiás Seguros. Lá vai ser possível sempre ler dicas legais em como proteger o que é valioso para você.

Posts relacionados

Deixe um comentário