Placa Mercosul para motos: tire suas principais dúvidas

4 minutos para ler

O novo padrão de placa Mercosul para motos tem dado o que falar. É que, desde 31 de Janeiro de 2020, ele se tornou obrigatório no país, segundo a Resolução nº 780/2019 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

As placas com o novo padrão do Mercosul são obrigatórias para todos os primeiros emplacamentos feitos a partir dessa data. Portanto, se você está pensando em comprar uma moto 0 km, este post vai ajudá-lo bastante.

Mas você sabe o que há de diferente nessas placas, por que elas são necessárias e quanto custa adquirir uma? Confira em nosso guia sobre o tema!

O que é o padrão de placa Mercosul?

O padrão de placa Mercosul é um layout de emplacamento utilizado por todos os países que são membros desse bloco econômico. Ele é bastante diferente do padrão atual: em cor branca, sempre tem impressos três números e quatro letras.

Esse novo padrão se tornou necessário graças ao crescimento da frota de veículos no Brasil. Com ele, é possível fazer mais de 450 milhões de combinações, o que quer dizer que, se mantivermos o ritmo atual, ele poderá valer por até 100 anos.

Qual o prazo para adotar a placa Mercosul para motos?

Como mencionamos na introdução, a placa Mercosul começou a ser adotada plenamente em 2020 (embora alguns motoristas que compraram veículos em 2019 e 2018 tenham recebido esse emplacamento graças a resoluções dos Detrans de seus estados). A obrigatoriedade passou a valer no dia 31 de Janeiro de 2020, somente para veículos novos.

O processo de adoção levou um grande tempo para se tornar realidade. Desde 2014, os governos já vem caminhando na direção de uma placa padrão para carros em todo o Mercosul, mas divergências com outros países e disputas judiciais atrasaram a adoção dessa placa para 2020.

Quem precisa mudar para a placa Mercosul?

Não são só os novos emplacamentos que exigem a placa Mercosul para motos. Há também outras situações em que será necessário mudar para o novo padrão. Elas são:

  • mudança de categoria do veículo;
  • roubo, furto ou dano nas placas atuais do seu veículo;
  • mudança de estado.

No caso dos automóveis, a instalação de uma segunda placa traseira também é motivo para mudar para as placas do novo padrão.

Além disso, qualquer motorista que tenha placas no padrão anterior e deseje mudar para o padrão novo pode fazer isso voluntariamente, visitando o Detran da sua cidade.

Quanto custa a placa Mercosul para motos?

Os valores da placa Mercosul para motos, de forma similar a outros custos do Departamento Estadual de Trânsito, variam dependendo da região onde você mora. 

O Detran sugeriu aos fornecedores o valor máximo e R$ 114,68 para as chamadas placas únicas, usadas em motocicletas. Mas esse valor pode variar bastante entre estabelecimentos. No estado de São Paulo o valor, em média, tem ficado na casa dos R$ 120.

Como o preço pode variar mesmo entre cidades bem próximas, a melhor maneira de descobrir quanto vai custar o seu emplacamento é fazendo uma boa pesquisa antes. Importante também é visitar o site do Detran e consultar as taxas de vistoria e emplacamento na sua região.

Online você também poderá descobrir quais são os documentos necessários para a emissão dessa nova placa. Certificado de Registro do Veículo, CPF, RG ou CNH e comprovante de residência são alguns dos documentos mais comumente solicitados.

E aí, conseguiu tirar todas as suas dúvidas sobre a placa Mercosul para motos? Comprar um veículo novo é uma experiência única e sabemos o quanto você lutou para chegar lá. Por isso, não deixe que a sua moto ou carro fiquem desprotegidos.

Fale agora mesmo com um de nossos consultores e descubra as opções de seguros que a Caiuás oferece para você!

Posts relacionados

Deixe um comentário